A Mãe Eterna, Betty Milan

28 de junho de 2016
Resenha - A Mãe Eterna - morre é um direito
Livro cedido pela editora para resenha
Falar sobre morte é sempre complicado, né? É engraçado como de uma hora pra outra a gente pode simplesmente deixar de existir, sem ter vivido quase nada. Mas e quando alguém já viveu demais? A longevidade que permite viver mais momentos é a mesma que os toma da memória.

Em A Mãe Eterna - morre é um direito acompanhamos o drama de uma filha que está virando mãe de sua mãe de 98 anos, vemos as condições e perdas que a velhice da mãe impõe a ambas. Lançado em Maio de 2016 pela Editora Record, o livro nos trás questionamentos no minimo, interessante.

Informações

Título: A Mãe Eterna -  morrer é um direito
Autor: Betty Milan
Edição: 2016
Páginas: 144
Editora: Record
Classificação: ★★★★
Adicione ao Skoob
Adquira na Amazon | Submarino | Saraiva
Sinopse: A Mãe Eterna - Morrer É Um Direito narra a história da relação tão enlouquecedora quanto profunda que se estabelece entre uma mãe quase centenária e a filha, que se vê na condição de ser mãe da própria mãe, até o desenlace final. Autora do emocionante Carta ao filho, Betty Milan presenteia o leitor com um romance comovente que aborda grandes questões da atualidade: como suportar a perda dos seres amados? Como enfrentar a velhice extrema? Cabe ao médico vencer a morte e manter o doente indefinidamente vivo? Como humanizar o fim da vida?
O livro vem em forma de cartas que a filha direciona a mãe do passado, que não velhice não se faz mas presente, por conta das limitações. Apesar da idade, a mãe se conserva seu direito de escolher e fazer o que bem entende, o que gera muitos problemas e preocupações. Seguimos  o drama e angustia da filha, e claro, todo o sentimento contido na história e no relacionamento entre as duas.
"Tudo ficou muito estranho desde que você está sem estar."
Resenha | A Mãe Eterna - morre é um direito da autora Betty Milan
Nessa leitura a autora cria uma discussão com o leitor sobre até quando a vida deve ser prolongada e questiona a conduta médica, que sempre procura vencer o invencível.  Essa foi a minha primeira experiência com a autora, e a escrita é bem direta e objetiva, mas também com muito sentimento.
"Sou narcísica. Mas que culpa tenho eu de me espelhar em você? Não quero viver com o que terá sobrado de mim. O aumento da sobrevida está danificando a sua vida. Por que nos incutiram a ideia de que estar vivo é só o que importa e que nós estamos vivos enquanto o corpo resiste?"
Resenha | A Mãe Eterna - morre é um direito da autora Betty Milan
É uma leitura forte e reflexiva, e apesar de eu não ter concordado muito com alguns pontos abordados (como o do quote acima), ele fluiu muito bem. Eu me surpreendi bastante e me cativei com a história, e quando soube que ele é autobiográfico, eu fiquei muito mais encantada. A mãe eterna é aquele livro que em poucas páginas deixa o leitor com o coração apertado e a mente reflexiva. É um bom livro e eu indico pra quem curti.

Mas e vocês, leitores, o que pensa sobre o tema? Já leram o livro? Comenta ai! :D
Comentários | FACEBOOK
29 Comentários | BLOGGER

29 comentários:

  1. quando comecei a ler a resenha, percebi que é um livro bem forte, depois vc falou que era, acho que é cheio de emoções ♥ Adorei
    www.byanak.com.br

    ResponderExcluir
  2. Nossa, o livro me tocou de verdade. Adorei a temática, nunca tinha visto nada igual! Vou procurar com certeza! Beijos!
    Blog Vintee5 | Canal Vintee5

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia o livro, mas pela resenha dá para perceber que ele é reflexivo e ele trata de um tema que pra mim é delicado.

    Blog Marcy Moraes

    ResponderExcluir
  4. Oi Aline, tudo bem contigo ???
    Tenho que confessar que ainda não tinha me deparado com esse livro antes. Essa é a primeira vez que vejo um blogueiro comentando sobre ele, e confesso que fiquei muito feliz por ter sido devidamente apresentada.
    Se você não tivesse comentado que o livro é autobiográfico eu talvez nunca fosse tomar conhecimento do fato, esse detalhe muda toda a aura do livro, o torna mais impressionante e verdadeiro. Gostei de saber disso e, mesmo não sabendo se o leria, gostei de tomar conhecimento !!!

    Beijinhos
    Hear the Bells

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bom?
    Não é bem o tipo de livro que eu leia, mas confesso que me interessei e adoraria ter na minha estante.
    Eu achei a resenha bem legal e bem explicadinha.

    Sessão Proibida

    ResponderExcluir
  6. Oi! Não conhecia o livro! Quando comecei a ler a sua resenha, percebi que é um livro cheio de sentimentos entre " Mãe e filha". Gostei da temática que aborda e a reflexão verdadeira que traz, afinal o livro é autobiográfico que traz uma emoção forte.
    Adorei seu blog! Já estou seguindo aqui! Poderia retribuir seguindo de volta?
    Beijos
    http://palavrass-ao-vento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oie Line! ♥
    Eu nunca tinha ouvido falar desse livro, e é nesse momento que a gente agradece por estar dentro da blogesfera, né? Dá pra conhecer um montão de livros novos através de blogs amigos! Gostei muito da sua indicação, parece ser um livro forte e intenso, que fiquei curiosa pra ler. Adoro histórias autobiográficas também, é interessante pensar que aquela história que estamos lendo aconteceu de fato e estamos fazendo, de certo modo, parte da vida de alguém. Vou ler assim que puder!

    Um beijo!
    Débora
    http://amorlivronico.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi, Aline! Tudo bem?

    Sou novo por aqui. :)

    Não conhecia o livro, porém através de sua resenha, gostei da premissa do livro que por sinal deve ser bem reflexivo. Curti! ;)

    Estou seguindo seu blog, siga o nosso site Irmãos Livreiros
    também, ficarei muito feliz! :)

    Também estamos no YouTube. Inscreva-se no canal Irmãos Livreiros pois irá nos ajudar bastante! :)

    Beijos,
    Danny
    Irmãos Livreiros

    ResponderExcluir
  9. Muitíssimo interessante. Particularmente gosto de livros que trazem reflexão de vida. Justamente por dizeres que há partes que não concorda é que me atiçou mais a ler; isso demonstra o quão real quanto aos próprios sentimentos a autora quis ser; escreveu o sentimento real sem pensar em agradar aos que leriam e ainda assim conseguiu prender. Espero que eu goste. Volto aqui para contar depois que eu ler.

    Obrigada pela dica;

    Beijos.

    Blog Jovens Mães

    ResponderExcluir
  10. Oi Line!!

    Que tema forte e polêmico! Não gosto muito de pensar na morte, mas o livro parece ser super intenso! Gostei das suas fotos!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  11. Oi Aline!
    Que tema forte!
    Não conhecia o livro, mas n´s somos egoistas ne? Queremos sempre que a nossa mae fique viva, nao importa o quanto esteja sofrendo - quem nao quer a mae viva pra sempre né? Mas nesse caso o sofrimento dela parece ser terrivel... interessante! Fiquei um pouco curiosa, confesso hehehe

    obrigada <3
    Um beijo!
    Pâm - www.interruptedreamer.com

    ResponderExcluir
  12. Oi!!!!
    Emocionante esse livro...
    bjs

    http://diariodalulu.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi, Aline!
    Eu jurava que esse livro era sobre outra coisa.
    Ele não faz muito meu estilo, mas sei que ele deve mexer muito com quem lê
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoção de aniversário do blog Crônica sem Eira

    ResponderExcluir
  14. É dificil voce aceitar e se conformar com a perda de alguem muita especial em nossas vidas. A dor é forte e a cada dia aumenta mais e muita só que fica dificil demostrar

    http://chovendo-risos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Nossa, não conhecia o livro, mas parece ser bem profundo e cheio de conselhos né. Apesar de não ser meu gênero parece ser uma boa leitura!

    http://www.leitorasvorazes.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Esse livro parece ser bem reflexivo, parece ser muito bom.
    Beijos. ❤
    Te espero em meu cantinho.
    http://www.amordeluaazul.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Fiquei muito interessada por esse livro pela sinopse e pelo título. Amei seu blog, estou seguindo. Bjs
    nicoleprass.com.br

    ResponderExcluir
  18. Olá, tudo bem? Nossa, esse livro parece ser bem tocante e triste. Fiquei com vontade de ler ele, mas ao mesmo tempo com medo de chorar litros. Adorei a resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  19. oooi
    tudo bem?
    Apenas pelo título a obra já aparenta despertar reflexão e tratar de temas fortes.
    Mesmo tratando de um assunto pesado, a capa e a diagramação trazem um certo tom de leveza.

    PROMOÇÃO DOIS ANOS DO BLOG BIO-LIVROS

    ResponderExcluir
  20. Esse livro parece ser muito bom mesmo. Parece ser forte, principalmente por falar de uma mãe que vai cuidar da sua mãe.
    Beijos!
    http://sonhandounicornios.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Oie Aline =)

    Não conhecia o livro e nem a autora, mas tanto pela sinopse como pela sua resenha deu para sentir que essa é uma daquelas histórias tristes e marcantes.

    Com certeza é um livro que darei uma chance quando a fila de leitura estiver menor.

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  22. O livro parece ser incrível e tocante <3 já esta minha lista pra comprar :)

    http://blogliterariodois.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Oi
    não conhecia esse livro, parece ser uma bela leitura e envolvente, gostei de conferir sua opinião.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  24. Oie,
    não conhecia o livro e não é meu tema preferido, sem contar que achei a capa bem mais ou menos, mas adorei a diagramação, bem fofa!

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  25. Gente do céu. Esse livro deve ser bem "pesado", não no sentido ruim e sim por carregar um tema bem difícil.
    Gostei da Resenha.

    Blog.
    Facebook.

    ResponderExcluir
  26. Oi!
    Cara que história... Sério mesmo, merece ser lida, vou dar uma procurada!
    Beijão
    http://www.a-toca.com/

    ResponderExcluir
  27. Olá, Aline.
    A gente nunca quer perder os nossos pais, queremos que eles vivam para sempre. Mas depende em que condições. Recentemente perdi meu pai que estava com Alzheimer e ele estava sofrendo tanto e a gente também. Acho que eve ser um bom livro.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  28. Parece ser um livro legal. Adoro livros que abordam relacionamentos entre pais e filhos, porque prezo muito os meus.
    Beijos!

    Chiquereza

    ResponderExcluir
  29. Achei bem interessante esse tema de livro, e a história parece ser boa. beijos

    www.bloggeucerqueira.com

    ResponderExcluir

Que bom saber que vai comentar, mas não vamos esquecer de algumas dicas de convivência:
✖ - Não ofenda ninguém, comentários ofensivos ou sem nexo com a postagem são apagados e não retribuídos.
✖ - Esse é um espaço aberto pra você opinar, debater e fazer criticas construtivas, use-o corretamente! Leia a postagem e diga o que achou, o que você pensa sobre o assunto e etc.
✖ - Muitas vezes não há tempo para responder todos os comentários na postagem, mas eles sempre são retribuídos, então deixe o link do seu blog ou rede social que eu irei faze-ló!
✖ - Alguma dúvida? Veja se na faq não tem a sua resposta e comente, responderei o mais rápido possível! ;)

Isso é tudo. Me sigam nas redes sociais Facebook | Twitter | Instagram | Skoob